Eleição de D. Trump: Saiba como Dados Pessoais de 50 milhões de usuários do Facebook Foram Usados como Ferramenta Política

Dados pessoais de 50 milhões de usuários da maior rede social do mundo, contribuíram significativamente para as eleições passadas do actual presidente dos Estados Unidos da América – Donald Trump – sem o conhecimento dos usuários das contas.

Para um bom entendedor, meia palavra basta, mais ainda assim continue lendo.

Cambridge Analytica (CA), é uma companhia fornecedora de serviços tecnológicos nos Estados Unidos da América. E está foi contratada á prestar serviços tecnológicos durante a companhia eleitoral do Presidente Donald Trump, e não só a mesma companhia também prestou serviços tecnológicos no processo eleitoral Brexit em UK.

A empresa Cambridge Analytica, fez análise de perfis, e recolheu informações de 50 milhões de usuários do Facebook sem os seus consentimento, usando uma aplicação mais conhecida como “thisisyourdigitallife”.

A empresa retirou os dados de 270 mil usuários de aplicações”App” que deram permissões expressas, bem como seus 50 milhões de amigos desconhecidos, de acordo com o New York Times. “A aplicação foi desenvolvida por um professor de psicologia da Universidade de Cambridge chamado Dr. Aleksandr Kogan”. Essa revelação foi feita por um denunciante chamado Christopher Wylie, ex-diretor de pesquisa da Cambridge Analytica (CA).

Facebook recentimente reconheceu que parte dos dados dos usuários da sua rede social acabaram por cair em mãos erradas. Mas a empresa se abstém de chamá-lo de violação de dados. “As pessoas conscientemente forneceram suas informações, nenhum sistema foi infiltrado e nenhuma senha ou informação sensível foi roubada ou hackeada”, disse uma fonte da empresa.

Por uma questão de fatos, a rede social suspendeu qualquer relação com a Cambridge Analytica (CA). Christopher Wylie afirma ainda que a empresa determinou que tipo de mensagens e emocionais visuais afetariam os usuários. Usando o mesmo, eles foram mostrados anúncios direcionados e informações falsas.

Por causa das declarações feitas por Christopher Wylie , o Facebook foi obrigado a suspender a sua conta. Simplesmente por revelar estás informações publicamente na sua conta do Twitter no domingo passado.

Em um comunicado, a Cambridge Analytica (CA) afirmou que”

Todos os dados do Facebook e seus derivados foram excluídos. Além disso, alega que não usou nenhum dos dados em questão durante a campanha de Trump.

Enquanto isso, o Facebook continua a enfrentar críticas, e as próximas semanas serão mais críticas ainda para a empresa.

Deixe-nos saber o que você pensa sobre isso. compartilhe sua opinião e fique em sintonia com AngoforGeeks para saber mais.

AngoForGeeks,

Por Uma Angola Melhor

Anúncios