Mark Zuckerberg Promete Mudanças nas Políticas de Privacidade no Facebook Após Escândalo com a Cambridge Analytica(CA)

Na sua primeira declaração feita publicamente usando a sua página do Facebook, “sobre a polêmica” o PCA(CEO) do Facebook, Mark Zuckerberg, admitiu os erros envolvendo dados mal-utilizados que afetaram mais de 50 milhões de usuários na rua rede social.

O joven bilionário Zuckerberg, finalmente acabou por render-se dos cinco dias de silêncio sobre as acusações acerca dos dados mal-intencionados de mais de 50 milhões de contas do Facebook, á favor da campainha de Final Trump, o que causou uma controvérsia que consumiu a rede social na semana passada.

Facebook CEO Mark Zuckerberg

O Presidente do Conselho de Administração da rede social do Facebook, declarou que a empresa está tomando providências para garantir que a exploração de dados da Cambridge Analytica(CA) não aconteça novamente. Para começar, Zuckerberg disse que o Facebook vai investigar todas as aplicações”Apps” que têm acessado grandes quantidades de dados no Facebook e reforçará a política de restrições de acesso a dados dos desenvolvedores.

“Temos a responsabilidade de proteger seus dados e, se não pudermos, não merecemos atendê-lo”, escreveu o CEO Mark Zuckerberg em um post na sua página no Facebook. Eu tenho trabalhado para entender exatamente o que aconteceu e ter certeza de que isso não aconteça novamente.

Está foi a primeira declaração público de Mark Zuckerberg desde as primeiras notícias na última sexta-feira. O Facebook divulgou que informações de milhões de contas da rede social foram usadas sem a permissão dos usuários pela Cambridge Analytica(CA), uma empresa de consultoria digital contratada para campanha presidencial de Donal Trump.

De acordo com o Facebook, os dados foram originalmente adquiridos por um professor da Cambridge, conhecido como “Aleksandr Kogan” para ser usado em uma aplicação de teste de personalidade. Ele recolheu os dados legitimamente, mas depois violou os termos e condições de uso do Facebook, partilhando as informações com a Cambridge Analytica(CA).

Facebook descobriu sobre a infração em 2015, mas não informou o público. Em vez disso, a empresa exigiu que todas as partes envolvidas destruíssem as informações. Mas agora há relatos de que nem todos os dados foram excluídos. Mark Zuckerberg disse na quarta-feira que a aplicação de Aleksandr Kogan foi instalada por 300 mil pessoas. Isso deu a Aleksandr Kogan acesso aos dados de seus amigos, afetando dezenas de milhões de usuários. Segundo o New York Times, esse número pode chegar a 50 milhões.

O Facebook vem sendo criticado por legisladores que pedem que Mark Zuckerberg responda pelas ações do Facebook. Senadores proeminentes, incluindo os democratas Americanos como Amy Klobuchar e Mark Warner, pediram ao CEO que testemunhe perante o Congresso. A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos da América está a preparar uma investigação para a rede social Facebook.

Isso foi uma quebra de confiança entre Aleksandr Kogan, Cambridge Analytica(CA) e o Facebook”, esclareceu Mark Zuckerberg. “Mas também foi uma quebra de confiança entre o Facebook e as pessoas que partilham seus dados conosco e esperam que o protejamos. Precisamos consertar isso.”

Enquanto as críticas continuavam a crescer, Mark Zuckerberg permanecia calado. A falta de resposta do lider do Facebook só intensificou a reação.

Na quarta-feira passada, 21 de Março de 2018, Mark Zuckerberg descreveu mudanças específicas que está ser estudada por uma equipa especializada da Facebook para futuras mudanças na plataforma.

confira aqui a declaração feita publicamente de Mark Zuckerberg na sua página do Facebook.

E uma das condições que merecerá atenção, será a utilização frequente da sua conta do Facebook. Para usuários da rede social, se você não usar a sua aplicação ou a sua conta do Facebook em um período de três meses, o Facebook removerá automaticamente o acesso aos seus dados. O que fará com os desenvolvedores de terceiras aplicações adquiram menos informações pessoais, quando você fazer o login ou usar a sua conta em terceiras aplicações usando a sua conta do Facebook, apenas o seu nome, e-mail e foto de perfil do Facebook serão apresentados.

O Facebook vai desenvolver também uma ferramenta que será aplicada na parte superior do seu feed”estado” de notícias, que mostrará usuários quais aplicações eles estão a usar para poder gerenciar mais facilmente suas configurações de acesso aos seus dados.

Além disso, o Facebook fará uma auditoria em qualquer aplicação sujeitas à comportamento suspeitos. E não só, mais também futuramente os desenvolvedores estarão sujeitos a assinar um contrato para solicitar acesso dos dados dos usuários, e se estes(os desenvolvedores) não concordarem com a auditoria, eles serão banidos da plataforma.

Partilhe conosco o que você acha disso tudo. O Facebook é seguro? Os próximos recursos da rede social protegerão seus dados, de modo que terceiras aplicações não partilhem e usem os seus dados para fins pessoais? deixando-nos saber qual é o seu ponto de vista em relação a essa situação, deixando o seu comentário abaixo.

AngoForGeeks,

Por Uma Angola Melhor

Anúncios